O que é limpeza profissional?

Limpeza profissional

Entenda quais os processos que compõem uma limpeza profissional e como ela se diferencia da limpeza doméstica.

Passar um pano, varrer, remover a poeira, lavar o chão. Estas ações corriqueiras fazem parte das rotinas de limpeza da maioria das casas. Mas o que as diferencia de uma limpeza profissional? Pois bem, engana-se quem pensa que limpeza é tudo igual. Quando falamos em limpeza profissional, falamos de um serviço oferecido por especialistas, no qual são utilizados produtos de alto nível. Além disso, o serviço está submetido a determinadas regras que fazem com que todo o processo seja caracterizado como profissional. 

Para falar mais e detalhar os processos que compõem uma limpeza profissional, preparamos este artigo. Nele, você poderá encontrar os passos necessários para práticas eficazes, as diferenças entre limpeza doméstica e profissional e os cuidados essenciais no manuseio de produtos de limpeza de alta performance. Vamos lá?

O que é limpeza?

Para começar, vamos descrever o que é considerada uma limpeza. De acordo com o Manual de Higienização e Limpeza, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), a limpeza é o processo de remoção de sujidades, mediante a aplicação de agentes químicos, mecânicos ou térmicos, em um determinado período de tempo. 

As ações de limpeza podem ocorrer em todas as superfícies fixas (verticais e horizontais) e em equipamentos, móveis, utensílios e outros objetos, por meio do uso de materiais e equipamentos indicados e mediante a frequência necessária, seguindo critérios e etapas importantes para garantia de sua eficácia. 

Podemos, então, dividir o ato de limpar em cinco passos: 

  • localizar: é o processo visual de localizar agentes poluentes e indesejáveis numa determinada superfície;
  • identificar: descobrir a natureza e o tipo de sujeira, para poder determinar qual será o processo a ser usado na remoção;
  • conter: isolar a área e conter a sujeira para que ela não se espalhe pelo ambiente ou superfície;
  • remover: retirar a sujeira do local, preparando para o seu descarte. É neste momento que se determina qual será o processo de limpeza, para que possa definir os recursos que serão usados. São escolhidos, então, nesta etapa, os produtos e equipamentos adequados;
  • descartar: descartar a sujeira de forma adequada para que ela não retorne para o ambiente ou superfície, prolongando, assim, o efeito da limpeza.

Além disso, é preciso dizer que existem tipos de limpeza diferentes. Há a limpeza de conservação e a profunda, que leva em consideração o nível de sujidade de determinado ambiente/superfícies; e a limpeza seca e úmida, que considera a necessidade de utilização ou não de água.

Qual a diferença entre limpeza profissional e doméstica?

Vamos agora entender a diferença entre a limpeza profissional e a limpeza doméstica. As duas práticas se diferenciam em razão de quatro pilares. Veja só:

1. Área de cobertura

Em geral, a limpeza profissional é realizada em ambientes institucionais, como escritórios, indústrias, comércios, hospitais, clínicas, hotéis, etc., abrangendo áreas que vão de médias a grandes. Já a limpeza doméstica, como o próprio nome já diz, é realizada no ambiente residencial, que costuma ser menor. 

2. Profissional responsável pela limpeza

A limpeza doméstica pode ser feita pelos responsáveis pela casa, pelas pessoas que moram nela. No caso da limpeza profissional, esta é realizada por especialistas, por pessoas treinadas, o que a torna muito mais eficiente.

3. Materiais, ferramentas e equipamentos

O nível de equipamentos necessários em uma limpeza doméstica é muito menor do que em uma limpeza profissional. Shoppings, hospitais e grandes instituições demandam equipamentos de alta potência como máquinas polidoras de piso, aspiradores profissionais e etc., capazes de otimizar o processo, enquanto na limpeza doméstica, em geral, não há essa necessidade.

4. O processo de limpeza e seus requisitos

Enquanto na limpeza doméstica não existe uma obrigatoriedade em se seguir protocolos, na limpeza profissional eles não só existem como são extremamente importantes e norteiam todo o processo. 

Profissionais de limpeza precisam garantir que certos padrões sejam cumpridos, caso contrário, a limpeza pode não ser considerada bem-sucedida. É papel desses profissionais levar mais segurança e bem-estar aos ambientes institucionais, utilizando produtos corretos, limpando-os de maneira adequada, na ordem certa, etc. 

Uma boa limpeza não só deixa o ambiente mais agradável e bonito, como também colabora para redução de germes, fungos e bactérias, tornando-o também mais saudável.

Quais os principais cuidados ao manusear produtos de limpeza profissional?

Por fim, a limpeza profissional exige o uso de produtos também profissionais, que possuem um nível de performance muito mais alto do que os domésticos. Estes produtos específicos possuem princípios ativos superiores ou, então, são apresentados em soluções muito mais concentradas. 

Dessa forma, é essencial que o profissional de limpeza que fará uso e manuseio dos produtos de limpeza profissional se atente a alguns pontos para sua própria segurança e das outras pessoas no recinto:

  • Uso na diluição correta

A diluição é algo muito importante, pois, embora vários produtos profissionais sejam pronto-uso, muitos deles são concentrados. Mas o que isso quer dizer? Bem, produtos concentrados podem ter múltiplas funcionalidades, apenas alterando suas taxas de diluição. 

Por exemplo: em uma concentração mais baixa, um produto pode ser desinfetante, ou seja, ser capaz de matar microrganismos. No entanto, o mesmo produto, em uma concentração média, pode ser desinfetante e perfumador. E tem mais: o mesmo produto em uma concentração mais alta pode ser desinfetante, perfumador e limpador geral. 

Percebe como é possível aumentar as funcionalidades de um produto só elevando sua concentração? O mesmo ocorre com um limpador desinfetante: em baixa concentração, pode ser só um limpador e, em alta, torna-se também desinfetante.

  • Uso descrito da Ficha Técnica 

Antes de utilizar qualquer produto profissional, é imprescindível ler a ficha técnica. É nela que estará descrita a composição do produto, seus níveis de diluição, quais EPI´s são necessários, tempo de contato, forma de aplicação e até pontos de atenção, caso haja alguma incompatibilidade do produto com certas superfícies.  

  • Uso de EPIs

Já falamos um pouco sobre eles no ponto anterior, mas é importante reforçar. O uso de equipamentos de proteção individual – como luvas, óculos de proteção, etc. – é imprescindível para que sejam evitados acidentes de trabalho. O uso é recomendado em toda ficha técnica.

  • Limpeza de conservação e limpeza profunda

Cada ambiente e cada momento pode pedir por um tipo de limpeza: de conservação ou profunda. Na limpeza profissional, é possível avaliar as condições e, mediante elas, determinar qual tipo será executada. 

Da mesma maneira, será definido qual tipo de produto será utilizado. Um produto profissional, como dissemos anteriormente, em geral, é muito mais concentrado e carregado de princípios ativos do que um produto doméstico. 

Por isso, ao mesmo tempo em que é muito mais potente e proporciona uma limpeza mais rápida e eficiente, ele também é mais “agressivo”. Justamente, por conta disso, sublinhamos a necessidade de treinamento adequado ao profissional que for utilizá-lo. 

Um especialista em limpeza saberá exatamente que tipo de produto utilizar caso a caso e com qual frequência. Um exemplo é o limpador ácido: ele é indicado somente para limpezas de restauração, ou seja, para limpeza de superfícies incrustadas que necessitam de um produto mais potente. Caso seja utilizado na superfície incorreta ou com uma frequência muito alta – como no caso das limpezas de conservação -, o produto pode danificar, manchar e até mesmo descamar a superfície.

Para encerrar nosso artigo, lembre-se de que pode contar com os produtos de limpeza profissionais da Oleak, além de toda assistência e consultoria de nossos especialistas. Acesse nosso site, conheça nosso portfólio e entre em contato para garantir uma limpeza profissional à altura do seu negócio!

Até o próximo 🙂

Fonte:

Conass

Leia também